sexta-feira, 3 de junho de 2016

Configurar ARGOX - OS2014

Para configurar o avanço da etiqueta no final da impressão da ARGOX OS 214, acesse Preferencias de Impressão, aba Papal de Etiquetas. Escolha a opção Separar no item Ação após impressão:


terça-feira, 14 de abril de 2015

ICMS - Emissão de Notas Simples Nacional


Na Venda

a) Em se tratando de emissão de NF modelo 1 ou 1-A: consignará no campo destinado às informações complementares ou, em sua falta, no corpo da nota fiscal, a expressão:
"PERMITE O APROVEITAMENTO DO CRÉDITO DE ICMS NO VALOR DE R$...; CORRESPONDENTE À ALÍQUOTA DE ...%, NOS TERMOS DO ART. 23 DA LEI COMPLEMENTAR N° 123, DE 2006".

b) Em se tratando de emissão de NF-e modelo 55: o valor correspondente ao crédito e a alíquota deverão ser informados nos campos próprios do documento fiscal, ou seja, na Base de Cálculo do ICMS e no Valor do ICMS.
 
Base Legal: Resolução CGSN 94/2011, art. 58º, caput e § 3º.


Na Devolução de Venda

a) Em se tratando de emissão de NF modelo 1 ou 1-A, serão informados no campo "INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES", ou no corpo da NF, o número, a data de emissão e os valores da base de cálculo e do ICMS constantes do documento fiscal de aquisição da mercadoria ou bem devolvido;

b) Em se tratando de emissão de NF-e modelo 55, serão informados nos campos próprios os valores da base de cálculo e do ICMS, se devido.

Base Legal: IN 45/98, Titulo I, Capitulo XI, Seção 4.0, Item 4.1.1.2 e Resolução CGSN 94/2011, art. 57º, § 5º e 7º.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

Ativar/Desativar PopUp


FIREFOX

Vá no Menu Ferramentas e escolha opções;

Depois vá para a aba Conteúdo;

Demarque/Marque o quadradinho escrito “Bloquear janelas popup”;

Depois clique no botão em “OK”.



INTERNET EXPLORER

Vá no Menu Ferramentas e escolha Opções da Internet;

Vá para a aba Privacidade;

Marque/Desmarque o quadradinho do Bloqueador de Pop-ups, Ativar Bloqueador de Pop-Ups;

Depois clique em “OK”.




CROME

Existem duas formas de configurar os pop-ups, de forma tradicional clique a clique e a forma pesquisada. Primeiramente mostraremos a forma tradicional.

Clique no botão para abrir as opções do menu e clique em configurações;

Clique em mostrar configurações avançadas;

Vá na opção Privacidade e clique no botão “Configuração de Conteúdo...”

Role a barra até encontrar a opção de “Pop-ups” e selecione a opção desejada;

Depois clique em Concluído na parte de baixo da janela para finalizar a operação. Se não deseja alterar outras configurações fecha a aba das configurações clicando no X da aba.

 
2ª Forma opção:

Abra as configurações como mostrado anteriormente e no canto superior direito tem um campo pesquisar que serve para digitar o que se está procurando, neste campo digite “pop-up” e ele vai filtrar e dizer onde clicar para achar a configuração;
 
Como indicado clique no botão “Configuração de Conteúdo...” e role a tela até encontrar em amarelo a opção “Pop-ups” e selecione a opção desejada;
 
Depois clique em Concluído na parte de baixo da janela para finalizar a operação. Se não deseja alterar outras configurações fecha a aba das configurações clicando no X da aba.

Como melhorar a performace do FireBird


                 Para melhorar o desempenho do FireBird é preciso ajusta algumas configurações.
                 No servidor, localize o arquivo firebird.conf, ele fica na pasta onde foi instalado o FireBird (Ex.: C:\Program Files\Firebird\2.5\). Dependendo da configuração do servidor a configuração do FireBird pode mudar.
                 A baixo seguem alguma configurações que podem ser usadas para melhorar o desempenho.
 
 
  • Configuração para servidor com processador dual-core, e pelo menos 4GB memória:
    DefaultDbCachePages = 4096
    FileSystemCacheThreshold = 67108864
    FileSystemCacheSize = 70
    CpuAffinityMask = 3

  • Configuração para servidor com processador dual-core, e pelo menos 8GB memória:
    DefaultDbCachePages = 8192
    FileSystemCacheThreshold = 134217728
    FileSystemCacheSize = 70
    CpuAffinityMask = 3

  • Configuração para servidor com processador quad-core, e acima de 8GB memória:
    DefaultDbCachePages = 16384
    FileSystemCacheThreshold = 268435456
    FileSystemCacheSize = 80
    CpuAffinityMask = 3

          Para complementar o ideal é fazer um Backup/Restore da base de dados com o parâmetro Page Size igual a configuração usada no parâmetro DefaultDbCachePages, definido no firebird.conf.

 

terça-feira, 5 de novembro de 2013

Mercadorias recebidas em consignação

Fluxo da operação para controle de mercadorias recebidas em consignação:

NF de entrada de mercadoria em consignação
- CFOP 1917/2917
- Entra no almoxarifado informado no item da NF
- Entra no almoxarifado de materiais consignados - MTC (*)
- Entra no controle de produtos de terceiros (**)

Venda de produto consignado
- Venda normal, usar CFOP própria
- Saída do almoxarifado informado na venda

NF de saída devolução simbólica
- CFOP 5919/6919
- Na saída deve ser informado o almoxarifado de materiais consignados - MTC
- Saída (devolução) do controle de produtos de terceiros (**)

NF de entrada da compra de produtos em consignação
- CFOP 1113/2113
- Não gera movimentos de almoxarifados

NF de devolução real de mercadoria em consignação
- CFOP 5918/6918
- Saída do almoxarifado informado no item da NF
- Saída do almoxarifado de materiais consignados - MTC (*)
- Saída (devolução) do controle de produtos de terceiros (**)


(*) - No cadastro da CFOP deve ser informado código do almoxarifado onde a operação será repetida exatamente conforme a operação principal (NF entrada gera duas entradas, NF saída gera duas saídas).

(**) - No cadastro da CFOP deve ser marcada opção que indica o controle de consignação.

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Diferimento parcial do ICMS

O Diferimento Parcial do ICMS é uma técnica de tributação que adia o pagamento de uma parcela do imposto devido na operação para uma etapa posterior, prevista na legislação ou no Regime Especial concedido pela unidade da Federação.

Exemplo de demonstração do cálculo do ICMS de uma operação com diferimento parcial:

Valor da Mercadoria R$ 1.000,00 (a)

Alíquota do ICMS 18% (b)

Valor do ICMS da operação (17% de R$ 1.000,00) R$ 170,00 (c) = (a) x (b)

Percentual do ICMS diferido 29,411% (Previsto na legislação do Estado ou no Regime Especial concedido) (d)

Valor do ICMS diferido (29,411% de R$ 170,00) R$ 50,00 (e) = (c) x (d)

Valor do ICMS devido (R$ 170,00 – R$ 50,00) R$ 120,00 (f) = (c) – (d)

O valor do ICMS da operação é R$ 170,00, mas a legislação permite o diferimento parcial de 29,411% deste valor, sendo devido o ICMS no valor de R$ 120,00, que corresponde à diferença do ICMS da operação (R$ 170,00) e a parcela do ICMS diferido (R$ 50,00).

A informação da operação sujeita ao Diferimento Parcial no grupo ICMS51 – CST 51 – diferimento fica prejudicada, pois as informações deste grupo devem ser preenchidas somente com os dados do ICMS que está sendo diferido, não existindo campos para informar o valor do ICMS da operação, o percentual de diferimento e o valor do ICMS devido na operação.

Assim, enquanto não houver a adequação da estrutura do ICMS 51 – Diferimento, os casos de diferimento parcial devem ser informados no grupo ICMS90 - CST 90.

A informação de que o imposto foi parcialmente diferido e o seu valor seguido do correspondente dispositivo legal deve ser informado nas informações adicionais, da seguinte maneira:

Operação com diferimento parcial do imposto no valor de R$ 50,00 ( 29,411% de R$ 170,00) nos termos do inciso *** do art. *** do Decreto n° ******.  
 


Mais informações acesse Orientação de Preenchimento da NF-e - versão 1.05

quarta-feira, 4 de setembro de 2013

FCI – Ficha de Conteúdo de Importação

O que é:

A Ficha de Conteúdo de Importação (FCI) é uma obrigação acessória, devida pelos contribuintes do ICMS, que realizem importações do exterior sujeitas à alíquota interestadual (4%) prevista nas cláusulas quinta e sexta do Ajuste SINIEF 19, de 7 novembro de 2012, na qual deverá constar:

I – descrição da mercadoria ou bem resultante do processo de industrialização;

II – o código de classificação na Nomenclatura Comum do MERCOSUL – NCM/SH;

III – código do bem ou da mercadoria;

IV – o código GTIN (Numeração Global de Item Comercial), quando o bem ou mercadoria possuir;

V – unidade de medida;

VI – valor da parcela importada do exterior ;

VII – valor total da saída interestadual;

VIII – conteúdo de importação calculado.

 
Obrigatoriedade

A partir de 1º de outubro de 2013 será obrigatória a informação do número da FCI nas notas fiscais.

Para quem revende um produto com número de FCI, deverá repetir o mesmo número na nota de revenda.

Para o contribuinte industrializador, com bens ou mercadorias importados, que tenham sido submetidos a processo de industrialização deverá preencher a Ficha de Conteúdo de Importação – FCI.

A FCI deverá ser informada à unidade federada de origem por meio de declaração em arquivo digital com assinatura digital do contribuinte ou seu representante legal.

Como fazer

Para as empresas que revendem produtos, basta informar no cadastro de produtos o número do FCI que vem na nota de compra, o sistema se encarrega de passar este número para as notas de venda.

Para as empresas que fabricam ou transformam produtos, foi desenvolvido um módulo onde serão alimentas as informações necessárias para a geração do arquivo digital. O arquivo após ser gerado deverá ser validado e transmitido para a Administração Tributária, onde será gerado um número da FCI para cada uma das mercadorias. Um novo arquivo é devolvido com os números de FCI, este arquivo será processado para atualizar o cadastro de produtos com os números de FCI.


Consulte o setor contábil de sua empresa e verifique a obrigatoriedade de gera a FCI, se necessitar de auxilio, estamos a disposição.